Educação em tempo Integral

O projeto beneficia a 180 alunos com atividades como Xadrez, Teatro, Grafite, Fotografia e Acompanhamento Pedagógico.

Banda Marcial Imperador Pedro II

O Liceu M. Prefeito Cordolino Ambrósio tem uma das maiores bandas de Petrópolis. A Banda Marcial Imperador Pedro II é reconhecida pelo seu repertório musical de alta qualidade.

Coral Voz Imperial

O Coral Voz Imperial agrega valor cultural ao Liceu M. Prefeito Cordolino Ambrósio desde 2011.

Guarda de Honra Imperial

A Guarda de Honra Imperial é tradicional. Está no Liceu desde 1990.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Caderneta Escolar - 2015

Atenção pais/responsáveis e alunos do Liceu Campus I e II:
 
*As cadernetas escolares serão entregues aos alunos durante o mês de Maio.

A caderneta escolar é o acesso entre a escola e os pais/responsáveis dos alunos.
Os alunos não podem esquecer a caderneta em casa 
(por motivo nenhum), pois a ausência dela pode prejudicar o contato com os responsáveis.
Os alunos poderão ser advertidos pela ausência da caderneta.

A perda da caderneta é um ato de irresponsabilidade.
Por isso, os aluno que a perderem terão que pagar para obter a 2ª via.
Para solicitar a 2ª via, o aluno deve levar a secretaria uma foto ¾ e o valor de R$10,00.

Atenção pais
: A caderneta escolar deve ser vistoriada diariamente, pois todos os avisos disciplinares feitos pela escola serão comunicados através dela.

A caderneta deve ser assinada mensalmente - ao final de cada mês - pelos pais/responsáveis, e sempre que houver comunicado da escola.
Fique de olho, todas essas normas são para o bem estar e segurança dos nossos alunos.

Para o ano de 2015 as cadernetas estarão na seguintes cores:
Ensino Fundamental: Azul
Ensino Médio: Preta 

terça-feira, 12 de maio de 2015

Semana da Educação

A Semana da Educação será realizada pela Secretaria de Educação, com o desenvolvimento de entidades parceiras, como as Academias de Letras e de Poesia da cidade, livrarias e universidades locais.
O evento abordará reflexões relacionadas a currículo, avaliação, aprendizagem e prática docente.
O público alvo serão alunos de universidades professores da rede pública municipal, da rede pública estadual, da rede particular e a sociedade civil.
Professores e universitários, não fiquem fora dessa! Saibam mais em: http://www.petropolis.rj.gov.br/e-gov/see/semanaeducacao/ e se inscrevam!

terça-feira, 28 de abril de 2015

OBMEP 2015


Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA - e tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área.

O Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio já está inscrito nesta edição e os alunos poderão realizar as provas da 1ª Fase no dia 2 de Junho - Terça-Feira;

Para mais informações, acesse: http://www.obmep.org.br/

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Salve Jorge !



No dia 23/04 é comemorado o dia de São Jorge, um soldado cristão do império Romano no século 4. Quando o imperador Diocleciano declarou perseguição aos fiéis do cristianismo, Jorge protestou e acabou sendo torturado pela insolência. Ele morreu decapitado em 23 de abril de 303(Seus restos mortais estão na igreja de São Jorge, na Lídia-Israel), sua história foi contada em diversas cidades do Império Romano pelos soldados que estavam em missão. Foi assim que ele ganhou sua fama e virou são Jorge, o santo guerreiro. Essa é, em teoria, a história verdadeira, conforme é contada pela Igreja Católica.
   
Curiosidades:

  • São Jorge é padroeiro do Corinthians. Acredita-se que sua história de devoção e fidelidade ao cristianismo até o fim de sua vida seja a origem do termo “Fiel”, popular entre os torcedores e presente em várias agremiações corintianas.
  • No Brasil, São Jorge também é padroeiro dos escoteiros, da cavalaria do exército. As tatuagens associadas a este santo estão entre as mais populares no país. No Rio de Janeiro, a data da morte do santo se tornou feriado devido à grande quantidade de devotos.
  • O Papa Paulo VI, em 1963, rebaixou São Jorge para santo menor de terceira categoria. Em 2000, o Papa João Paulo II restaurou a relevância do santo, que voltou a aparecer nos missais como santo patrono da Inglaterra.
  • De acordo com tradição que surgiu apenas em meados do século XII, São Jorge matou um dragão. O dragão simboliza a idolatria destruída com as armas da fé cristã. Diz a tradição que as manchas na lua representam o milagroso santo e sua espada pronto para defender aqueles que buscam sua ajuda.
  • Para fugir da perseguição, os praticantes do candomblé associavam um orixá a um santo católico. Desta forma, Ogum, o deus guerreiro, é associado a São Jorge.
  • Na música nacional, São Jorge já foi homenageado em canções por Jorge Ben, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Fernanda Abreu, Racionais MC’s, Zeca Pagodinho e pela banda Angra. Na música internacional, a banda Iron Maiden fala do santo na música “Flash of Blade”, no álbum Powerslave.


Segue abaixo alguns links das musicas citadas a cima !

Jorge Ben- https://www.youtube.com/watch?v=SeDcDJ8JH3k
Caetano Veloso- https://www.youtube.com/watch?v=G1Pp56Ahtno
Maria Betâniahttps://www.youtube.com/watch?v=XhNc8_Qxfeo
Fernanda Abreu- https://www.youtube.com/watch?v=EWz-nlVjLpI
Racionais MC'shttps://www.youtube.com/watch?v=goICQUk6NYk
Zeca Pagodinhohttps://www.youtube.com/watch?v=LgmNY7K4jJo
Iron Maiden- https://www.youtube.com/watch?v=BXuBCCBTJbQ                           



Em Petrópolis:
                                        Cavalgada de São Jorge reúne 300 pessoas 

Comunidade católica festeja o dia de São Jorge com alvorada

A comunidade católica do Alto Independência está em festa amanhã, quando celebra o dia de seu padroeiro, São Jorge... http://www.e-tribuna.com.br/









FONTES: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quem-foi-sao-jorge
                 http://www.historiadigital.org/curiosidades/15-curiosidades-sobre-sao-jorge/
               
             

terça-feira, 21 de abril de 2015

Tiradentes

Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes  foi um dentistatropeiro, mineradorcomerciantemilitar e ativista político que atuou nos domínios portugueses no continente americano (Brasil colonial,1530-1815), mais especificamente nas capitanias de Minas Gerais e Rio de Janeiro. No Brasil, é reconhecido como mártir da Inconfidência Mineira, patrono cívico do Brasil, patrono também das Polícias Militares dos Estados e herói nacional.
O dia de sua execução, 21 de abril, é feriado nacional. A cidade mineira de Tiradentes, antiga Vila de São José do Rio das Mortes, foi renomeada em sua homenagem. Seu nome está inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, desde 21 de abril de 1992.

Além das influências externas, fatores mundiais e religiosos contribuíram também para a articulação da conspiração na Capitania de Minas Gerais. Com a constante queda na receita institucional, devido ao declínio da atividade mineradora, a Coroa resolveu, em 1789, a aplicar o mecanismo da Derrama, para garantir que as receita oriundas do Quinto, imposto português que reservava um quinto (1/5) de todo minério extraído no Reino de Portugal e seus domínios. A partir da nomeação de Luís da Cunha Meneses como governador da capitania, em 1783, ocorreu a marginalização de parte da elite local em detrimento de seu grupo de amigos. O sentimento de revolta atingiu o máximo com a decretação da derrama, uma medida administrativa que permitia a cobrança forçada de impostos, mesmo que preciso fosse prender o cobrado, a ser executada pelo novo governador da Capitania, Luís Antônio Furtado de Mendonça, 6.º Visconde de Barbacena (futuro Conde de Barbacena), o que afetou especialmente as elites mineiras. Isso se fez necessário para se saldar a dívida mineira acumulada, desde 1762, do quinto, que à altura somava 768 arrobas de ouro em impostos atrasados.
Negando a princípio sua participação, Tiradentes foi o único a, posteriormente, assumir toda a responsabilidade pela "inconfidência", inocentando seus companheiros. Presos, todos os inconfidentes aguardaram durante três anos pela finalização do processo. Alguns foram condenados à morte e outros ao degredo; algumas horas depois, por carta de clemência de D. Maria I, todas as sentenças foram alteradas para degredo, à exceção apenas para Tiradentes, que continuou condenado à pena capital, porém não por morte cruel como previam as Ordenações do Reino: Tiradentes foi enforcado.
Os réus foram sentenciados pelo crime de "lesa-majestade", definida, pelas ordenações afonsinas e as Ordenações Filipinas, como traição contra o rei. Crime este comparado à hanseníase pelas Ordenações Filipinas:
Por igual crime de lesa-majestade, em 1759, no reinado de D. José I de Portugal, a família Távora, no processo dos Távora, havia padecido de morte cruel: tiveram os membros quebrados e foram queimados vivos, mesmo sendo os nobres mais importantes de Portugal. A Rainha Dona Maria I sofria pesadelos devido à cruel execução dos Távoras ordenado por seu pai D. José I e terminou por enlouquecer.
Em parte por ter sido o único a assumir a responsabilidade, em parte, provavelmente, por ser o inconfidente de posição social mais baixa, haja vista que todos os outros ou eram mais ricos, ou detinham patente militar superior. Por esse mesmo motivo é que se cogita que Tiradentes seria um dos poucos inconfidentes que não era tido como maçom.
E assim, numa manhã de sábado, 21 de abril de 1792, Tiradentes percorreu em procissão as ruas do centro da cidade do Rio de Janeiro, no trajeto entre a cadeia pública e onde fora armado o patíbulo. O governo geral tratou de transformar aquela numa demonstração de força da coroa portuguesa, fazendo verdadeira encenação. A leitura da sentença estendeu-se por dezoito horas, após a qual houve discursos de aclamação à rainha, e o cortejo munido de verdadeira fanfarra e composta por toda a tropa local. Bóris Fausto aponta essa como uma das possíveis causas para a preservação da memória de Tiradentes, argumentando que todo esse espetáculo acabou por despertar a ira da população que presenciou o evento, quando a intenção era, ao contrário, intimidar a população para que não houvesse novas revoltas.
Executado e esquartejado, com seu sangue se lavrou a certidão de que estava cumprida a sentença, tendo sido declarados infames a sua memória e os seus descendentes. Sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica, tendo sido rapidamente cooptada e nunca mais localizada; os demais restos mortais foram distribuídos ao longo do Caminho Novo: Santana de Cebolas (atual Inconfidência, distrito de Paraíba do Sul), Varginha do Lourenço, Barbacena e Queluz (antiga Carijós, atual Conselheiro Lafaiete), lugares onde fizera seus discursos revolucionários. Arrasaram a casa em que morava, jogando-se sal ao terreno para que nada lá germinasse.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Calendário de Avaliações do 1º Bimestre - Ensino Fundamental


Prezados alunos/pais ou responsáveis pelos alunos do Ensino Fundamental:

1-Calendário de avaliações do 1° bimestre
Data
6° ano
7° ano
8° ano
9° ano
13/04 (2ª f)
Matemática
Matemática
Matemática
Matemática
14/04 (3ª f)
Ciências
Ciências
Ciências
Ciências
15/04 (4ª f)
História
História
História
História
16/04 (5ª f)
Geografia/Inglês
Geografia/Inglês
Geografia/Inglês
Geografia/Inglês
17/04 (6ª f)
Português
Português
Português
Português








2- As disciplinas de Educação Fisica, HGPT/ET, Ensino Religioso e Arte não terão provas. Os alunos deverão ser avaliados através de dois instrumentos, no mínimo, a critério do professor.
3- As provas serão aplicadas obedecendo ao calendário acima e nos seguintes horários:

6° ano – entrarão 13h ás 15h                8° ano – entrarão 7h 30 ás 9h 15
7° ano – entrarão 15h 15 ás 17h 15      9° ano – entrarão 9h 30 ás 11h 15

4- A segunda chamada deverá ser solicitada pelo responsável legal dos alunos menores de idade, através de requerimento próprio, na Orientação, num prazo máximo de 48 horas, com atestado médico.Após a solicitação o aluno deverá aguardar a avaliação do documento pela equipe gestora. Sendo ele deferido o professor aplicará a segunda chamada em data agendada.

5- Estudem para as provas, respondam as questões com bastante atenção e não entreguem com questões em branco.

Calendário de Avaliações do 1º Bimestre - Ensino Médio


Prezados alunos/pais ou responsáveis pelos alunos do Ensino Médio:

1- Calendário de Avaliações do 1º Bimestre - 1º ano
10/4 - Química / Fil. e Soc.
13/4  - L. Portuguesa / Inglês
14/4  - Biologia / História
15/4 - Literatura
16/4 - Matemática / Arte
17/4 - Geografia / Física

2- Calendário de Avaliações do 1º Bimestre - 2º ano e 3º ano
10/4  -  Química / Fil. e Soc
13/4  -   L. Portuguesa / Inglês
14/4  -   Biologia / História
15/4  -   Literatura
16/4  -   Matemática / Espanhol
17/4  -   Geografia / Física

3-  O jantar será servido de 18h30min ás 19h15min. As provas terão início ás 19h30min e término até 22h15min.

4-  Os alunos só poderão ser liberadas a partir de 20h30. Não serão aceitos pedidos de dispensa antes de 20h30min.

5-  A segunda chamada deverá ser solicitada por alunos maiores de dezoito anos ou responsável legal para alunos menores de idade,através de requerimento, próprio,na secretaria do Campus I ou no serviço de Orientação Escolar,num prazo máximo de 48 horas.

6- As avaliações de segunda chamada serão nos dias 20 e 22 de abril ás 19h.
20/4 -   L. Portuguesa / Inglês/ Biologia / História / Literatura
22/4 -   Matemática / Espanhol / Geografia / Física /  Química / Fil. e Soc

7- Estudem para as provas, respondam as questões com bastante atenção e não entreguem as questões em branco

Boas Provas!

domingo, 5 de abril de 2015

Páscoa: Programação da cidade durante o feriado


O que aconteceu na Cidade?

O comércio do Centro, Rua Teresa e Bingen estavam fechados, porém, mercados abriram
normalmente. Em Itaipava, os shoppings ficaram abertos das 10h às 21h, incluindo a feirinha de Itaipava (das 10h às 19h).
No domingo, o ponto foi facultativo, porém, no sábado, o comércio abriu normalmente na cidade toda (no Bingen, até às 15h; no Centro, até às 19h; na Rua Teresa, até às 18h).

A Festa do Chocolate continua no Palácio de Cristal até o dia 5 de abril.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DOS PONTOS TURÍSTICOS:

CATEDRAL DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
Rua São Pedro de Alcântara, 60 – Centro
Tel.: (24)2242-4300
02 de abril (quinta-feira) – 09h – Missa dos Santos Óleos
20h – Missa da Ceia do Senhor e lava-pés com adoração aberta ao povo até às 23h
03 de abril (sexta-feira) – confissões: 08h30 às 12h30
15h – Celebração da Paixão do Senhor
17h – Saída da Procissão do Senhor morto seguida da imagem de Nossa Senhora das Dores.
04 de abril (sábado) – 20h – Solene Vigília Pascal – todos devem trazer velas.
05 de abril (domingo) – Missas: 9h30/11h30/18h30                                                                              

IGREJA MATRIZ SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
Rua Montecaseros, 346 – Centro
Tel.: (24)2242-6915
02 de abril (quinta-feira) – Missa: 07h e 19h30 / 07h45: oficio das laudes
03 de abril (sexta-feira) – 07h30 – ofício das laudes
Adoração Ao Santíssimo
08h – 09h: Apostolado, Legião de Maria e Marianos, Terço dos Homens.
09h – 10h: Jovens, Catequese (crianças), Crismandos e Catequistas.
10h – 11h: Renovação Cristã Católica, Pão de Santo Antônio, Pílulas Frei Galvão.
11h: Celebração Comunitária da Misericórdia
15h: Celebração da Paixão
04 de abril (sábado) – 07h30 – ofício das laudes / 20h – Vigília Pascal
05 de abril (domingo) – Missas: 07h/08h30/10h/18h/19h30

IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
Praça da Inconfidência, s/nº – Centro
Tel.: (24) 2242-1073
02 de abril (quinta-feira) – 20h às 23h – Missa lava-pés com adoração
03 de abril (sexta-feira)
08h – Adoração do Santíssimo e confissões.
15h – Cerimônia paixão e morte cristo.
04 de abril (sábado) – 08h – Vigília Pascal e missa ressurreição.
05 de abril (domingo) – Missas: 07h / 09h (com Bispo Dom Gregório Paixão) / 11h / 18h30

MOSTEIRO DA VIRGEM
Av. Ipiranga, 555 – Centro Histórico
Tel.: (24)2242-2394
03, 04 e 05 de abril (sexta, sábado e domingo) – Missa: 07h
Venda de biscoitos “Bricelet” e chocolates

TRONO DE FÁTIMA
 Rua Bispo Dom José, s/nº – Acesso pela Rua Monsenhor Barcelar
Rua Visconde de Itaboraí, Ernesto Paixão. Para ônibus acesso pela Rua Padre Moreira – Valparaíso
Tel.: (24) 2242-0313
03 de abril (sexta-feira) – Teatro Mariano: 16h – “O Milagre do Calvário”
04 e 05 de abril (sexta, sábado e domingo) – 08h às 18h
Entrada franca

CASA CLÁUDIO DE SOUZA
Praça da Liberdade, 247 – Centro
Tel.: (24)2231-5156 / (24)2231-4722
03, 04 e 05 de abril (sexta, sábado e domingo) – fechado

CASA DA IPIRANGA
Av. Ipiranga, 716 – Centro Histórico
Tel.: (24)2231-8718 / Cel.: (24)9 9249-3319
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 14h às 18h
Ingresso: R$10,00  (Inteira)  R$5,00 (meia)

CASA STEFAN ZWEIG
Rua Gonçalves Dias, 34 Valparaíso
Tel.: (24)2245-4316
02 de abril (quinta-feira) – fechado
03, 04 e 05 de abril (sexta, sábado e domingo) – 11h às 17h
Entrada franca

CASA DE CULTURA COCCO BARÇANTE –
Museu do Artesanato – Rua Cel. Veiga, 1.734 – Centro
Tel.: (24)3111-4944 / (24) 9 8168-4956
Entrada franca

CENTRO DE CULTURA RAUL DE LEONI – Praça Visconde de Mauá, 305 – Centro
Tel.: (24)2233-1200
02 de abril (quinta-feira) – 08h às 18h30
03 de abril (sexta-feira) – fechado
04 de abril (sábado) – 10h às 17h
05 de abril (domingo) – fechado
Entrada franca
Exposições:
-Espaço Alternativo
“Luz e Sombra”
10h às 17h
Entrada franca
-Aloísio Magalhães
“50 anos do Arquivo Nacional”
10h às 17h
Entrada franca

CENTRO CULTURAL ESTAÇÃO DE NOGUEIRA –
Av. Leopoldina, 317 – Nogueira
Tel.: (24)2221-5408
02 de abril (quinta-feira) – 09h às 17h
03 de abril (sexta-feira) – 09h às 13h
04 de abril (sábado) – 09h às 17h
05 de abril (domingo) – 09h ás 13h
Entrada franca

CHOCOLATES PATRONE
Rua Coronel Veiga, 1.321 – Centro
Tel.: (24) 2242-3741
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 08h40 às 18h30
Entrada franca

FAZENDA DA SAMAMBAIA – Estrada da Samambaia, 138 – Samambaia
Tel.: (24)2242-3478 / (24)2280-5668
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – fechado para manutenção

GALLERY 275
Vintage Motorcycle Museum – Rua Cândido Portinari, 275 – Mosela
Tel.: (24)2235-8512
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – fechado

IGREJA MATRIZ SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS – Rua Montecaseros, 346 – Centro
Tel.: (24)2242-6915
Diariamente, 07h às 19h
Entrada franca

IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
Praça da Inconfidência, s/nº – Centro
Tel.: (24) 2242-1073
Diariamente, 06h30 às 17h
Entrada franca

MUSEU CASA DE SANTOS DUMONT
Rua do Encanto, 22 – Centro Histórico
Tel.: (24)2247-5222
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 09h às 17h(bilheteria) / 17h30 (visitação)
Ingresso:R$5,00 (inteira)/ R$2,50 (meia)

MUSEU CASA DO COLONO
Rua Cristóvão Colombo, 1.034 – Castelânea
Tel.: (24)2247-3715
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 08h30 às 16h
Entrada franca

MUSEU DE CERA DE PETRÓPOLIS – Rua Barão de Amazonas, 35 – Centro
Tel.: (24) 2249-1595
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 10h às 17h
Ingresso: R$28,00 (inteira) / R$14,00 (meia)

MUSEU DA FEB
Av. Koeler, 255 – Centro Histórico
Tel.: (24)9 9996-2709
02 de abril (quinta-feira) – 13h30 às 17h
03 de abril (sexta-feira) – fechado
04 de abril (sábado) – 11h às 17h
05 de abril (domingo) – fechado
Entrada franca

MUSEU IMPERIAL
Rua da Imperatriz, 220 – Centro Histórico
Tel.: (24)2233-0300 – (24)2233-0309 (Bilheteria)
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 11h às 17h30 (bilheteria) 18h visitação
Ingresso: R$10,00(inteira)/R$5,00 (meia)                                              

ORQUIDÁRIO BINOT
Rua Fernandes Vieira, 390 – Retiro
Tel.: (24)2248-5665
02 de abril (sábado) – 07h às 17h
03 de abril (sexta-feira) – fechado
04 de abril (sábado) – 07h às 17h
05 de abril (domingo) – fechado
Entrada franca

PALÁCIO AMARELO – CÂMARA MUNICIPAL
Praça Visconde de Mauá, 90 – Centro Histórico
Tel.: (24)2291-9200
Entrada franca

PALÁCIO DE CRISTAL
Rua Alfredo Pachá, s/nº – Centro Histórico
Tel.: (24)2247-3721
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 09h às 18h
Entrada franca



PALÁCIO ITABORAÍ – Rua Visconde de Itaboraí, 188 – Valparaíso
Tel.: (24)2231-3137 / (24)2246- 1430
Entrada franca

PALÁCIO RIO NEGRO
Av. Koeler, 255 – Centro Histórico
Tel.: (24)2246-2423
02, 03 e 04 de abril (quinta, sexta e sábado) – 10h às 17h
05 de abril (domingo) – fechado
Entrada franca

PALÁCIO QUITANDINHA – SESC QUITANDINHA
Rua Joaquim Rolla, 02 – Quitandinha
Tel.: (24)2245-2020
02 de abril (quinta-feira) – 10h às 17h (visitação livre, guiada e áudio guiada) / Boliche: 11h às 22h
03 de abril (sexta-feira) – 10h às 16h (visitação livre, guiada e áudio guiada) / Boliche: 11h às 22h
04 de abril (sábado) – 10h às 17h (visitação livre, guiada e áudio guiada) / Boliche: 11h às 22h
05 de abril (domingo) – 10h às 16h (visitação livre, guiada e áudio guiada) / Boliche: 11h às 22h
Ingresso: R$10,00 (visitação guiada e áudio guiada) R$ 5,00 (meia) – para professores, crianças e idosos e R$3,00 Associados SESC.

PARQUE CREMERIE
Estrada da Independência, s/nº – Independência
Tel.: (24) 2231-5834
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 08h às 17h30
Entrada franca

PARQUE MUNICIPAL PREFEITO PAULO RATTES
Estrada União e Indústria, 10.000 – Itaipava
Tel.: (24) 2222-1299
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – 07h às 18h
-Play City (Parque de diversões)
02 de abril (quinta-feira) – 16h às 23h
03, 04 e 05 de abril (sexta, sábado e domingo) – 15h às 23h
Entrada franca

PARQUE NACIONAL DA SERRA DOS ÓRGÃOS – PARNASO
Estrada do Bonfim – Corrêas
Tel.: (24) 2236-0475
Diariamente – 08h às 17h
Ingresso: consultar na bilheteria e online: www.parnaso.tur.br

PARQUE NATURAL MUNICIPAL PADRE QUINHA
Av. Ipiranga, s/nº – Centro
Tel.: (24) 2247-7358
Diariamente de 07h às 17h.
*Em caso de chuva, o Parque não abre para visitação.
Entrada franca

THEATRO DOM PEDRO
Praça Expedicionários, s/nº – Centro
Tel.: (24)2235-3833
02, 03, 04 e 05 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo) – fechado

Páscoa: o que estamos fazendo com nossa vida?

A páscoa é um momento de reflexão, independente da religião do indivíduo. As mídias nos oferecem vários conteúdos sobre a páscoa judaica e cristã. Histórias que nos fazem lembrar do amor e da importância das pessoas. E como reflexão, quero fazer uma pergunta a você e também a mim: o que estamos fazendo com nossa vida? Qual o caminho que temos seguido? Será aquilo que fazemos nos trará paz, satisfação e uma boa vida futuramente?
Muitas pessoas hoje não dão mais importância aos seus familiares, inclusive a seus pais. Muitos conhecem tanto os amigos, mas não conhecem quem lhe traz comida todos os dias, depois um cansativo dia de trabalho. Não dão o mínimo valor a isso. Não beijam, não abraçam, não tratam com carinho, não escutam os conselhos. Até que uma hora perde.
Outros se jogam em drogas, achando que isso é uma boa coisa ou melhorará sua vida. Inocentes. Agora pode parecer que tudo está bem para quem é usuário de drogas, mas os resultados futuros são assustadores.
O que você tem feito? Que aproveitemos este feriado para refletir e mudar. A páscoa nos mostra que há sempre uma chance de recomeço. Recomece. Abandone as drogas, cuide mais da família, seja feliz e boa páscoa!

terça-feira, 31 de março de 2015

#CURIOSIDADES - Maria da Penha Maia Fernandes

Maria da Penha Maia Fernandes (Foto: Iracema Chequer/A Tarde)
Maria da Penha Maia Fernandes
A história da farmacêutica bioquímica Maria da Penha Maia Fernandes, que deu nome à Lei nº 11.340/2006, vai se tornar filme. O longa deverá ser protagonizado pela atriz e produtora Naura Schneider que conheceu Maria da Penha durante a produção do documentário “O Silêncio das Inocentes”. O Ministério da Cultura autorizou a captação de recursos para início dos trabalhos.
O filme mostrará a luta de Maria da Penha por  Justiça, na busca pela condenação de seu ex-marido por sucessivas agressões e duas tentativas de homicídio.
Quase 30 anos depois de ter ficado paraplégica devido a um tiro de espingarda disparado pelo economista e professor universitário Marco Antônio Heredia Viveros, seu marido à época, os relatos de agressão e maus-tratos repetidos à exaustão por Maria da Penha ainda são atuais e fazem parte, infelizmente, do cotidiano de milhares de mulheres no Brasil.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cada ano mais de 1 milhão de mulheres são vítimas de violência doméstica. O enredo, o roteiro e o final do filme sobre Maria da Penha já são conhecidos. Mas ainda existem muitas mulheres que não conseguiram colocar um fim à violência que sofrem de seus maridos, companheiros e namorados.
A diferença delas para Maria da Penha é que hoje o Brasil conta com uma lei que pune quem agride sua mulher, companheira ou namorada. A Lei nº 11.340/2006, promulgada em 6 de agosto pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e batizada de Lei Maria da Penha, é resultado da luta desta mulher que se viu diante da violência implacável de seu ex-marido.
Como tudo começou
Maria da Penha formou-se em Farmácia e Bioquímica em 1966, na primeira turma da Universidade Federal do Ceará. Na época em que cursava pós-graduação na Universidade de São Paulo (USP) conheceu o homem que, tempos depois, se tornaria seu marido  e pai de suas três filhas. Ao conhecê-lo, Maria da Penha nunca poderia imaginar no que ele se transformaria.
“Uma mulher quando escolhe um homem, ela quer que seja para sempre”, declarou em um dos seus vários depoimentos.  Simpático e solícito no início do casamento, Marco Viveros começou a mudar depois do nascimento da segunda filha que, segundo relatos de Maria da Penha, coincidiu com o término do processo de naturalização (Viveros era colombiano) e o seu êxito profissional.
Foi a partir daí que as agressões se iniciaram e culminaram com um tiro em uma noite de maio de 1983. A versão dada pelo então marido é que assaltantes teriam sido os autores do disparo.  Depois de quatro meses passados em hospitais e diversas cirurgias, Maria da Penha voltou para casa e sofreu mais uma tentativa de homicídio: o marido tentou eletrocutá-la durante o banho. Neste período, as investigações apontaram que Marco Viveros foi de fato autor do tiro que a deixou em uma cadeira de rodas.
Sob a proteção de uma ordem judicial, Maria da Penha conseguiu sair de casa, sem que isso significasse abandono do lar ou perda da guarda de suas filhas. E, apesar das limitações físicas, iniciou a sua batalha pela condenação do agressor.
A primeira condenação viria somente oito anos depois do crime, em 1991. Mas Viveros conseguiu a liberdade. Inconformada, Maria da Penha resolveu contar sua história em um livro intitulado Sobrevivi… posso contar(1994), no qual relata todas as agressões sofridas por ela e pelas filhas. Por meio do livro, Maria da Penha conseguiu contato com o CEJIL-Brasil (Centro para a Justiça e o Direito Internacional) e o CLADEM-Brasil(Comitê Latino-Americano do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher), que juntos encaminharam, em 1998, à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) uma petição contra o Estado brasileiro, relativa ao paradigmático caso de impunidade em relação à violência doméstica por ela sofrido (caso Maria da Penha nº 12.051).
Em 2001, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, em seu Informe nº 54, responsabilizou o Estado brasileiro por negligência, omissão e tolerância em relação à violência doméstica contra as mulheres.
No mês de outubro de 2002, faltando apenas seis meses para a prescrição do crime, Marco Viveros  foi preso. Cumpriu apenas 1/3 da pena a que fora condenado.
Depois de ter seu sofrimento conhecido em todo o mundo, é que Maria da Penha viu o Brasil reconhecer a necessidade de criar  uma lei que punisse a violência doméstica contra as mulheres.  Para ela, que se tornou símbolo desta luta, a Lei nº 11.340 significou dar às mulheres uma outra possibilidade de vida.
“A principal finalidade da lei não é punir os homens. É prevenir e proteger as mulheres da violência doméstica e fazer com que esta mulher tenha uma vida livre de violência”.
O caso de Maria da Penha foi incluído pela ONU Mulheres entre os dez que foram capazes de mudar a vida das mulheres no mundo.
Assista ao vídeo do programa Mais Você/TV Globo, em que Maria da Penha fala sobre o lançamento do livro “Sobrevivi… posso contar”: